Notícias

Anoreg/AL lamenta falecimento da tabeliã Maria Daguia Queiroz

É com imenso pesar que a Associação dos Notários e Registradores de Alagoas (Anoreg/AL) lamenta o falecimento da tabeliã Maria Daguia Queiroz de Barros, do Cartório de Registros de Palmeira dos Índios. Daguia, faleceu na noite desta quinta-feira (18/02) aos 72 anos.

Ela foi acometida de covid-19 há 15 dias e ficou internada no Hospital da Mulher em Maceió, mas não resistiu ao avanço da doença.

Natural da cidade de Cacimbas, na Paraíba, Daguia era viúva do tabelião Fernando Barros e desde 1996 assumiu a titularidade do cartório notarial em Palmeira dos Índios, quando do falecimento do esposo.

Figura pública, bem quista por toda sociedade, Daguia era conhecida pela benevolência em ajudar o próximo.

A tabeliã era mãe de quatro filhos (Luiz Fernando de Barros Junior, Luiz Henrique de Barros, Michelle Barros e Monalisa Barros) e avó de 12 netos.

Representando a categoria, o presidente Rainey Marinho lamentou profundamente a partida da colega. “Minha amiga foi ao encontro da paz. Deixa esse mundo tão conturbado para junto ao criador encontrar a serenidade só alcançada na presença do Pai Celestial. Vai com Deus – Guia e Maria, Maria da Guia – Nós que ficamos lembraremos e na saudade ficaremos”, despediu-se.

A hora e o local do sepultamento não foram anunciados pela família, mas será restrito devido ao protocolo exigido em face da pandemia do coronavírus.