Sem Categoria

Posse Legal realizou 100 cadastros nos primeiros dias de trabalho

Mais de 350 moradores do bairro do Pinheiro já foram atendidos pela equipe da Anoreg/AL desde terça-feira (26/02)

Já passaram de 350 os atendimentos realizados nestes três dias de atividades do projeto “Posse Legal”, que pretende formalizar a posse de moradores do bairro do Pinheiro. Destes atendimentos, 100 cadastros foram realizados pela equipe da Associação dos Notários e Registradores de Alagoas (Anoreg/AL), que conclui na próxima semana os cadastros dos moradores da área vermelha.
“Estamos tirando muitas dúvidas da população e realizando os cadastros dos moradores que realmente atendem aos requisitos do programa”, explicou o presidente da Anoreg/AL, Rainey Marinho. De acordo com o presidente da entidade, após concluída esta fase de cadastro da primeira etapa, começarão as análises criteriosa para, então, ser fornecido à regularização de posse a quem de fato tem esse direito.
“Esperamos concluir essa etapa da área vermelha até a sexta-feira, dia oito de março. Depois vamos trabalhar no cartório para checar as informações e dados passados para formalizar o título de posse desses moradores que realmente têm direito a posse dos imóveis. Estamos trabalhando com segurança jurídica; vamos fazer todo trabalho com agilidade, mas com cautela. A gente tem que ter muito cuidado, para que as pessoas que tenham a posse do imóvel sejam efetivamente os posseiros”, ponderou Rainey Marinho.
Rigor na triagem de documentos

“Tem gente que está na condição de locatário do imóvel e vem se apresentar como possuidor. Ou seja, omite a informação de que aluga o imóvel e quer receber o documento de posse, e isso não vai acontecer”, garantiu o advogado da Anoreg/AL, Felipe Cajueiro.  

O presidente da Anoreg/AL, Rainey Marinho, também reforçou que a certidão de posse não é emitida na hora do atendimento. “No cartório, junto com uma equipe jurídica, analisaremos a documentação e, caso falte algo, ligamos para o morador. Após a análise com a documentação completa, faremos uma visita ao imóvel. Se comprovado que realmente o indivíduo vive naquele local, o cartório vai liberar a documentação e a autorização para o CREA. Depois disso tudo, o cartório registra e dá a declaração de posse”.